Sorocaba prioriza ciclovias e terá quase o dobro de km de SP

Até o fim do ano serão 42 km para bicicletas; 14,5 km estão em obras

José Maria Tomazela, SOROCABA, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

Até o final deste ano, os ciclistas de Sorocaba, localizada a 92 km de São Paulo, vão dispor de 42 quilômetros de vias exclusivas - as chamadas ciclovias. Desses, 27,5 km já foram entregues aos usuários. Outros 14,5 km estão em obras. A malha é muito superior aos 23,5 km de ciclovias de São Paulo, que tem uma frota de 6 milhões de carros. Em Sorocaba, 264 mil veículos disputam o espaço urbano com cerca de 30 mil bicicletas. Os ciclistas têm na prefeitura um aliado. Nos últimos anos, a construção de ciclovias passou a ser prioridade no município. Novas ruas e avenidas são entregues com a via exclusiva para bicicletas.De acordo com a prefeitura, é uma forma de proporcionar aos moradores uma opção saudável de transporte. Além disso, ajuda a reduzir os congestionamentos causados pelo excesso de veículos, principalmente na região central. As ciclovias formam um sistema que permite a interligação entre bairros. Programas municipais, como o Pedala Sorocaba, também incentivam a substituição dos carros pelas bicicletas. A cidade ganhou também áreas exclusivas para estacionamento de bicicletas.NOVIDADESNa cidade de São Paulo, que conta apenas com 23,5 km de ciclovias, para 300 mil usuários, conforme noticiado ontem pelo Estado, o cenário deve melhorar um pouco ainda neste ano.Já estão em construção duas ciclovias: uma na Avenida Inajar de Souza, com 7 km de extensão, e outra, 12,2 km na Avenida Radial Leste. Também haverá novas obras. A região de Parelheiros, na zona sul da capital, por exemplo, receberá um via exclusiva para os ciclistas, de 1,8 km.Estações de trens e metrô sofrerão mudanças para atender o usuários de bicicletas e estimular seu uso. Bicicletários serão instalados nas novas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos ( CPTM) e na estação Gulihermina-Esperança do Metrô.A CPTM, que atualmente oferece 13 bicicletários espalhados por suas estações (ante apenas um oferecido pelo Metrô), planeja construir mais 16, criando 4.415 vagas para o estacionamento de bicicletas.Apesar de haver 49,7 km em obras para melhorar as vias disponíveis para os ciclistas, a capital paulista precisaria de pelos menos 300 km de ciclovias. Essa quilometragem é a mesma de cidades como Bogotá e Copenhague e próxima da marca de Paris, que tem 379 km.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.