Sorocaba terá 150 mil novas árvores

Com apoio da iniciativa privada, a prefeitura de Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo, vai plantar 150 mil mudas em ruas e áreas verdes da cidade a partir deste mês. O Plano Municipal de Arborização objetiva recompor o déficit de verde na área urbana e melhorar a qualidade de vida dos 500 mil moradores. A cidade conta, hoje, com apenas 50 mil árvores plantadas nas ruas. Com alta taxa de urbanização, Sorocaba vive um período de grande expansão. Novos loteamentos e empreendimentos imobiliários implicam a eliminação sistemática de pequenos bosques e áreas de cerrado ainda existentes nos entornos da cidade. As ruas receberão 60 mil mudas. Outras 90 mil serão plantadas em praças e áreas verdes. A maioria será de espécies nativas, como quaresmeiras, ipês amarelos, aroeiras e pimenteiras. Parte das mudas será fornecida pela Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) e pela rede Carrefour, que firmaram acordos de compensação ambiental com o Ministério Público. Segundo o secretário municipal de Edificações e Urbanismo, José Antonio Bolina, o plano foi elaborado por especialistas e prevê o acompanhamento das mudas até atingirem o porte adulto. "Vamos manter mobilizadas equipes de manutenção das árvores." Um programa de conscientização sobre a importância do verde será desenvolvido nas escolas e entidades comunitárias. Os moradores poderão denunciar, por meio de um telefone gratuito, casos de depredação. Com o apoio do Núcleo de Estudos Ambientais da Universidade de Sorocaba (Uniso), serão plantadas mudas obtidas a partir de material genético de uma antiga paineira que deu nome ao bairro da Árvore Grande, na zona leste. A árvore, com mais de 200 anos, ainda vive e é considerada símbolo da resistência da natureza contra agressões ao ambiente. Outras espécies relevantes da flora urbana, como os jequitibás do Jardim Bandeirantes, vão ganhar microchips para que possam ser monitoradas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.