Sorteio define ordem dos quesitos avaliados no Rio de Janeiro

A ordem de importância dos dez quesitos avaliados pelos jurados do Rio de Janeiro foi sorteada no início desta tarde, na Cidade do Samba. Pelo regulamento, os primeiros quesitos a terem as notas divulgadas são os que menos influem se houver necessidade de desempate; já os últimos são os mais importantes. Com base no sorteio de hoje, a ordem de divulgação será: bateria, enredo, mestre-sala e porta-bandeira, conjunto, harmonia, comissão de frente, evolução, fantasias, alegorias e adereços, e samba-enredo.A apuração começará às 15h45. Entre as 14 que disputam o título, as favoritas são a tricampeã Beija-Flor, a Mangueira e a Unidos da Tijuca. As escolas que poderão ser rebaixadas são a Rocinha e a Porto da Pedra, que tiveram problemas com quebra de alegorias ou estouro do tempo máximo da apresentação.CompetiçãoO presidente de honra da Grande Rio, Jaider Soares, chegou ao Sambódromo por volta de 14h45, dizendo que o chope da comemoração da vitória já está gelando na quadra da agremiação, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ele disse que o desfile foi muito bonito e deixou a todos satisfeitos. Mas evitou comemorar antes do tempo. "Isso aqui é uma competição. Enquanto não sair o resultado, eu estou no páreo. Já tenho até champanhe para celebrar uma possível vitória", disse Soares. A Grande Rio é a mais nova das escolas do Grupo Especial. Foi fundada em 1988 e só no ano passado ficou pela primeira vez entre as seis primeiras colocadas, voltando a desfilar no Sábado das Campeãs.O cantor Jamelão, intérprete do samba-enredo da Mangueira, foi o primeiro representante da escola a chegar ao sambódromo, onde ocorrerá a apuração das notas dos desfiles. Ele explicou que gosta de chegar cedo para se encontrar com os amigos, bater papo e rever gente com quem não se encontra nos outros 364 dias do ano. "Não sei que bicho vai dar. Pode ser camelo, que não bebe água e não morre de sede, mas de todo jeito vou comemorar como faço durante o ano inteiro", brincou o cantor. Este ano, os elásticos que ele costuma usar nos dedos das mãos são das cores verde e rosa. Seria para dar sorte? "A Mangueira não precisa de sorte", respondeu o sambista, prontamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.