Sorvete envenenado mata duas crianças em Minas

O Instituto de Criminalística da capital mineira divulgou nesta quinta-feira laudo sobre a mortede duas crianças, há uma semana, em Frei Inocêncio, região Leste de Minas Gerais. Osirmãos Jaélio de Oliveira Martins, de sete anos, e Jaílton de Oliveira Martins, de cinco,morreram envenenados depois de tomar sorvete.Alessandro dos Santos Silva, vizinho da família, segundo a Polícia Civil, é o principalsuspeito do crime. Foi ele quem comprou o sorvete, fabricado artesanalmente em umamercearia da cidade, para os garotos.A mãe das crianças, Maria da Conceição Oliveira, confessou nesta quinta-feira que mantinha um relacionamento amoroso com o vizinho e que ele estaria planejando também matar o pai dos garotos. ?O plano era ficar com a Conceição, mas sem nenhum entrave, ou seja, marido e filhosvivos?, disse o delegado Marcos Alencar, que considera o caso esclarecido.De acordo com o laudo, a substância encontrada nos copos de sorvete é altamente tóxica ? um inseticida utilizado para combater pragas nas lavouras de café. O veneno provoca desidratação instantânea e, por isso, os peritos não conseguiram recolher nem amostras de urinas dos corpos dos meninos. A polícia já havia descartado a possibilidade de culpa da mercearia onde osorvete foi fabricado.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2002 | 19h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.