SP ainda deve sofrer com enchentes, diz secretário

O secretário de Implementação das sub-prefeituras, Arlindo Chinaglia, admitiu, na manhã de hoje, que, apesar dos investimentos em obras contra enchentes, a cidade deve sofrer ainda este ano com as inundações. Ele citou como pontos críticos a marginal do Tietê e o córrego do Pirajussara, na zona sul. Neste local, o secretário ressaltou a importância de uma atuação do governo do Estado para conter o problema. "A questão do Pirajussara é intermunicipal. No que diz respeito à atuação da Prefeitura, estamos realizando as obras," disse. Ele estima que sua secretaria já gastou R$ 50 milhões este ano com trabalhos contra as enchentes, mesmo valor do previsto para 2002.Hoje Chinaglia vistoriou os trabalhos no piscinão da Avenida Águas Espraiadas, também na zona sul. Até o fim do mês, prazo previsto para o fim da operação contra enchentes, devem ser retiradas até 3 mil toneladas de entulhos, prevê o secretário. As ações incluem o desassoreamento de córregos, a limpeza manual e mecânica de bocas de lobo, limpeza de praças e canteiros centrais de vias públicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.