SP: bando invade flat e promove "arrastão"

Durou pouco mais de uma hora e meia, na noite desta sexta-feira, a invasão de um flat localizado na Rua Baronesa de Itu, 615, no bairro de Higienópolis, região central da capital paulista, por uma quadrilha de sete integrantes. O bando dominou funcionários e moradores. Fugiu levando dinheiro e objetos pessoais, cujo montante ainda não foi apurado. A polícia só chegou quando os assaltantes já havia partido e, até o final da madrugada, nenhum deles foi preso.Por volta de 21h00, duas pessoas chegaram à portaria do flat pedindo informações sobre custo de hospedagem. Enquanto o recepcionista as atendia, cinco marginais chegaram fortemente armados e dominaram o porteiro e outros funcionários, que foram levados para a garagem.Dividindo-se em grupos, a quadrilha ficou, parte na garagem, parte na portaria. O restante percorreu o prédio praticando roubos em apartamentos. Cada hóspede ou visitante que chegou foi dominado pelo bando, que lhe tomou tudo o que tivesse algum valor, como relógios, correntes, pulseiras, jóias, aparelhos celulares e dinheiro.O porteiro de um prédio próximo estranhou o movimento e chamou a polícia. A PM registrou a denúncia às 22h37 e a primeira guarnição militar chegou ao local às 22h48, quando já não havia mais nenhum dos criminosos, pois um possível "olheiro", teria notado a ação do porteiro e alertou o restante da quadrilha.O delegado do 77º DP - Santa Cecília afirma que apenas nove vítima registraram queixa. Mas, segundo funcionários, pelo menos 20 pessoas tiveram bens roubados pelos assaltantes. Conforme os depoimentos de vítimas e testemunhas, os ladrões pretendiam também levar móveis, cofres e outros objetos do flat, mas não tiveram tempo para isso.A prática de "arrastões" em condomínios é um tipo de crime que tem se tornado cada vez mais constante na cidade. O bandido "ET", recentemente preso por agentes do DEIC, é apontado como chefe de uma quadrilha responsável por uma série de invasões desse tipo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.