SP comemora o Dia Internacional do Doador de Sangue

Está sendo comemorado hoje o Dia Internacional do Doador de Sangue. Em São Paulo, a Secretaria Estadual de Saúde ampliou o número de postos para coleta na capital. Além das quatro centrais fixas já existentes na cidade, outras três foram instaladas hoje em locais de grande movimento. Os postos fixos são o do Hospital das Clínicas, na Avenida Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, 1º andar; Dante Pazzanese, na Avenida Dante Pazzanese, 500, região da Vila Mariana; Mandaqui, na Rua Voluntários da Pátria, 4.227; e Universitário, situado na Avenida Professor Lineu Prestes, 2.565. Os postos móveis, que funcionarão nesta terça-feira, são o Sumidouro, na Rua Sumidouro, 448, em Pinheiros; Pátio, no Pátio do Colégio, 148, região da Praça da Sé; e o da Polícia Militar, na Praça Coronel Fernando Prestes, 115, na Luz, área próxima ao Centro de São Paulo.O objetivo da secretaria é facilitar o acesso da população e aumentar a coleta de sangue. A Fundação Pró-Sangue, órgão da Secretaria, coordenará as doações. Estão programadas outras ações para incentivar a doação de sangue. No posto Clínicas haverá decoração especial com flores, sorteio de ´passaportes da alegria´ do Playcenter e lanche especial, com torradas e geléia. Haverá também mensagem no dirigível da Goodyear e nos painéis eletrônicos da Eletromídia. FundaçãoFundada em 1984, a Fundação Pró-Sangue, maior hemocentro da América Latina, já coletou cerca de 2,5 milhões de bolsas de sangue, que, fracionadas, atenderam 7,5 milhões de pessoas. O pioneirismo sempre marcou a Fundação, que criou o primeiro banco de sangues raros no Brasil e foi o primeiro hemocentro a receber certificação internacional de qualidade.Em 2002 foram coletadas no Brasil cerca de três milhões de bolsas de sangue. Menos de 2% da população doa sangue. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), esse índice deveria ser de 3% a 5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.