SP está entre as 15 melhores para evento

Cidade supera Londres, Madri, Tóquio e Sydney

, O Estadao de S.Paulo

16 de maio de 2009 | 00h00

Pela primeira vez, a cidade de São Paulo aparece entre os 15 melhores destinos do mundo para abrigar eventos internacionais, no ranking da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA, sigla em inglês), maior organização da indústria de eventos do mundo. Trata-se da melhor colocação da história da capital paulista, que saltou 11 posições em relação ao ano passado, superando destinos como Londres, Madri, Tóquio e Sydney.Segundo o levantamento da ICCA, São Paulo abrigou 75 eventos de porte mundial em 2008, principalmente na área de ciências médicas (11), tecnologia (8), transporte e comunicação (8) e economia (8). Em primeiro lugar, ficaram empatadas as cidades de Paris e Viena, que sediaram 139 eventos cada uma em 2008. "São Paulo já é destino conhecido pela comunidade científica e da área médica e, agora, estamos nos consolidando como sede de eventos diversificados, como o Grammy Latino, sediado aqui no ano passado, por exemplo", diz Annie Morrisey, presidente do São Paulo Convention & Visitors Bureau.Na mesma pesquisa, o Rio ficou na 36ª posição, com 41 eventos sediados na cidade, enquanto Salvador e Porto Alegre aparecem em 120º lugar, com 13 eventos cada uma. A boa colocação da capital paulista ajudou o Brasil a ficar na sétima posição no ranking de opções para sediar eventos internacionais, atrás apenas dos Estados Unidos e das cinco maiores potências europeias - Alemanha, Inglaterra, Itália, França e Espanha.O levantamento da ICCA também mostra que o local em São Paulo onde mais se realizaram eventos de porte mundial foram os hotéis (36 eventos em 2008), seguidos pelos centros de convenções (que sediaram 10 eventos no ano passado). No total, segundo dados da São Paulo Turismo (SPTuris), a cidade recebeu, em 2008, cerca de 90 mil eventos, entre nacionais e internacionais - um a cada seis segundos -, movimentando cerca de R$ 2,9 bilhões na economia local.Segundo Annie, o bom resultado também é reflexo da confirmação do Brasil como sede da Copa 2014. "O número de eventos confirmados na cidade a longo prazo, para 2015 e os anos seguintes, aumentou significativamente, uma vez que todos sabem das melhorias de infraestrutura pela qual uma cidade passa quando é sede de um evento do porte de uma Copa do Mundo", diz. "Estamos praticamente fechados com o encontro mundial dos membros do Rotary Club para 2015, que deve trazer 40 mil pessoas à cidade em quatro dias de evento", conta Annie.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.