SP: PM mata esposa, fere colegas e comete suicídio

Policiais civis do 27º Distrito Policial, do Campo Belo, e o Comando do Policiamento de Choque da Polícia Militar investigam o que teria levado o cabo Moacir Marques da Silva, de 41 anos, lotado na destacamento do Canil, do 3º BPChoque, a matar a própria esposa, Silvana Vera Cruz, de mesma idade, e balear três colegas, identificados como Pedro, Rebeca e Marcelo, por volta das 12h30 da tarde de sábado, na Praça Ângelo Falgetano, ao lado do viaduto Santo Amaro, às margens da Avenida dos Bandeirantes, no Brooklin Novo, zona Sul da capital paulista.Segundo o Comando de Policiamento de Área Metropolitano II (CPAM-2), ao qual é subordinado o 12º Batalhão, responsável pelo policiamento na região, o crime teria sido passional, mas ainda não foi oficializada essa informação pela polícia. Segundo testemunhas, todos estavam reunidos na praça quando o policial começou a discutir com a esposa, sacou uma pistola e atirou contra as quatro pessoas, atirando contra si próprio logo em seguida.O caso foi registrado na Delegacia de Campo Belo, mas somente neste domingo após ás 9h, a Polícia Civil e a PM estarão autorizadas a fornecer mais dados sobre o ocorrido. Pedro e Rebeca foram levados para o Hospital Santa Paula; Marcelo, para o Pronto-socorro do Hopsital Evaldo Foz. Os três já estão fora de perigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.