SP: presidiária é resgatada de hospital

Um grupo de homens, cujo número a polícia ainda não sabe ao certo, invadiu, por volta das 22h00 da noite deste sábado, o Hospital Regional de Osasco, à Rua Ari Barroso, no bairro de Presidente Altino, para resgatar a detenta Maria Beatriz Cristovão, que estava escoltada por dois agentes penitenciários. Houve troca de tiros, a presa fugiu com seu bando e ninguém saiu ferido.Maria Beatriz estava recolhida na ala feminina do "Cadeião de Pinheiros". Passou mal e foi levada pelos agentes àquele hospital. O grupo que a resgatou estava fortemente armado e os policiais afirmam que tentaram impedir a fuga, mas não foi possível. Policiais da 3ª Cia do 14º BPMM vasculha a região na tentativa de localizar a fugitiva.O delegado seccional de Osasco irá instaurar o inquérito e ouvir os dois agentes, além de funcionários do hospital que testemunharam o resgate. Não está afastada a hipótese de conivência com a fuga por parte dos policiais, mas isso ainda não ficou comprovado. A polícia não informou a razão pela qual estava a mulher presa, nem o motivo pelo qual foi hospitalizada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.