SP: presos fogem da delegacia de Americanópolis

Cerca de setenta presos fugiram da carceragem do 97º DP, localizada no bairro de Americanópolis, na Zona Sul da capital paulista. Por volta de meia-noite de sábado, o ruído de dois portões sendo abertos com violência chamou a atenção dos policiais de plantão. Segundo o delegado seccional Sul, Alexandre Sayão, os detentos realizaram um tipo de fuga que na gíria policial é demominada "cavalo doido". Havia 115 presos distribuídos em quatro celas. Eles cerraram barras de ferro dos quatro xadrezes da carceragem - chamadas por eles de "pirulitos"- e, em seguida, cortaram com alicate hidráulico os três cadeados que trancavam dois portões. A ação dos policiais chefiados pelo delegado Flávio Luiz Trivella, conteve cerca de 40% dos fugitivos. Mas a maioria já havia escapado pelo portão de trás do prédio, que possibilita o acesso à Rodovia dos Imigrantes. Não se sabe se havia veículos aguardando os criminosos, mas, em pouco tempo, eles desapareceram. Pouco depois de 0h30, na Av. Euclides, no Jabaquara, o motorista José Alves da Silva, de 60 anos, estava levando na perua Kombi branca de placa CVH-8611 duas funcionárias de um bufê, quando foi abordado por aproximadamente vinte homens. Ele e as passageiras foram obrigados a descer. "Entraram rapidamente na perua e pelo menos uns cinco foram em pé no pára-choque traseiro", comenta José. Até o final da madrugada esse veículo não foi localizado. Um dos fugitivos foi atropelado quando tentava atravessar as pistas da Rodovia dos Imigrantes e está internado em estado grave na UTI do Pronto-Socorro do Hospital Saboiá, no Jabaquara. Apenas sete fugitivos - contando com o que está internado - foram recapturados. Os demais podem ter contado com pessoas que os aguardavam com veículo ou mesmo ter furtado ou roubado algum veículo, como o de José Alves. Outros podem ser entrado na mata do Parque do Estado, dificultando, assim, em muito, sua localização. Participam das diligências na tentativa de localizar os demais, além do pessoal de plantão e da chefia do 97º DP, agentes da Delegacia Seccional Sul, policiais do GOE, do Garra e a Força Tática do 3º BPMM.

Agencia Estado,

29 Junho 2003 | 07h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.