SP: presos mantêm carcereiro refém na Água Fria

Cerca de 150 presos do 20º Distrito Policial, da Água Fria, zona norte da cidade de São Paulo, fazem refém, desde às 22h de ontem, o carcereiro Samuel Costa, de 40 anos. Os presos protestam contra a superlotação na carceragem e exigem transferência para outras cadeias. Na delegacia da Água Fria, há seis celas com capacidade para abrigar, no máximo, 30 presos. Não há a confirmação de que os rebelados teriam iniciado o motim tendo como espelho as rebeliões que ocorrem por todo o Estado de São Paulo.Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, entraram no Distrito Policial e tentam negociar com os detentos. Policiais militares da 2ª Companhia do 09º Batalhão estão a postos do lado de fora da delegacia, onde fazem a segurança externa do Distrito Policial.De acordo com o delegado do 20º DP, Jair Rodrigues, que negocia com os presos, os rebelados estão ameaçando matar outros 12 colegas, que estão sendo mantidos presos com cordas na ala do seguro, parte da carceragem onde ficam os jurados de morte pelos demais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.