SP: queda de árvore mata um e fere outros 5

Os fortes ventos e a chuva que atingiram a capital paulista, na noite de ontem, fizeram seis vítimas na zona sul da cidade; entre elas, cinco crianças e uma jovem, que estava grávida. Por volta das 21h30 de ontem, um eucalipto de 30 metros de altura, foi derrubado pelo forte vento e atingiu seis barracos, em uma favela localizada na Avenida Tomás Morgan, no Jardim Lucélia, região do Grajaú, na zona sul de São Paulo. A jovem Adelícia Rosa dos Santos, de 21 anos, grávida de quatro meses, morreu quando era socorrida no Hospital Maria Antonieta, no Grajaú. A menina Soraia Gomes de Menezes, de 4 anos, teve o braço direito amputado e foi levada ao Hospital das Clínicas, onde passa por uma cirurgia de reimplante. Silvaneide da Silva Santos, de 6 anos, sofreu um corte profundo na testa e continua internada em estado grave no Hospital Maria Antonieta. No mesmo local, está Silvana Gomes de Menezes, de 6 anos, que teve ferimentos na cabeça e está em observação.Os garotos Robson Mendes, de 12 anos, com suspeita de fratura em uma das pernas, e outro identificado apenas como Hugo, foram levados para os hospitais Regional Sul e Maria Antonieta, respectivamente, onde permanecem internados, mas já fora de perigo. Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro Unidades de Resgate foram até a favela assim que acionadas pelos moradores, mas quando chegaram ao local, os feridos já haviam sido levados aos hospitais por vizinhos dos barracos atingidos.A favela, com mais de 360 barracos construídos, cresceu em um terreno de proteção ambiental, ocupado ilegalmente pelos atuais moradores. Por estarem em uma área de preservação ambiental, os eucaliptos não podem ser cortados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.