SP registra sete homicídios em oito horas

Entre às 16h e meia noite desta quarta-feira, foi registrado na capital e na Grande São Paulo um total de sete homicídios, com uma média de quase um a cada uma hora. Até às 6h desta manhã, nenhum dos autores dos crimes havia sido preso pela polícia, que ainda não tem pistas da maioria deles.Das sete pessoas mortas, três delas também tiveram os corpos queimados. Às 16h da quarta-feira, um homem de aproximadamente 30 anos foi encontrado semicarbonizado e com ferimentos a pauladas na cabeça ao lado de um carro em Guarulhos, na Grande São Paulo. O carro estava completamente queimado. Por volta das 20h, em Cidade A.E. Carvalho, na zona Leste da Capital, um homem foi encontrado morto completamente carbonizado. Duas horas e meia depois, em Americanópolis, zona Sul, Francisco Cleutom da Silva, de 31 anos, foi encontrado morto a tiros e apresentava também sinais de queimadura em boa parte do corpo. Final da noiteUm homem e uma mulher foram assassinados às 23h da quarta-feira em São Miguel Paulista, na zona Leste da cidade. As duas vítimas, segundo a perícia, foram enforcadas com um fio de náilon. Em Parelheiros, Zona Sul, Fábio Pereira Pardim, de 22 anos, foi assassinado a tiros. No final da noite, Wendell Bento do Nascimento foi morto a tiros, na Casa Verde Alta, zona norte da cidade. Dois motoqueiros foram vistos fugindo do local do crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.