AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

SP religa lâmpadas apagadas indevidamente

O Departamento de Iluminação Pública (Ilume) de São Paulo está religando as lâmpadas das ruas da cidade que foram indevidamente desligadas pela Eletropaulo, segundo informou hoje o diretor técnico do órgão, Newton Guaraldo.Ele afirmou que pelo acordo entre a Eletropaulo e a Prefeitura ficou definido que os desligamentos nas ruas iriam ser feitos de modo intercalado, ou seja, lâmpadas seqüenciais não seriam desligadas. "O desligamento feito pela Eletropaulo foi, em alguns pontos, realizado de modo descuidado", afirmou.Segundo o diretor do Ilume, o desligamentos das lâmpadas é de responsabilidade da Eletropaulo. O religamento, no entanto, compete à Prefeitura. Para religar, o Ilume montou um mutirão. Guaraldo não soube informar quantas lâmpadas já foram religadas entre sábado e hoje. Nesta terça-feira, o órgão já deverá ter disponível um balanço das atividades do final de semana.O desligamento indevido das lâmpadas, segundo ele, provocou muitas reclamações da população. "O ritmo normal de ligações por dia é de mil. Mas na semana passada, nos dias 30 e 31, registramos 2.100 reclamações. Isso sem falar nos 600 telefonemas que não puderam ser atendidos", afirma o diretor técnico do Ilume.As reclamações registradas pelo departamento da Prefeitura, segundo ele, atingem moradores de praticamente todas as regiões da capital. "O desligamento das lâmpadas tem sido feito pela Eletropaulo durante o dia. Se fosse realizado à noite, o serviço ficaria melhor, já que a visualização de como ficaria a iluminação no local e nas imediações pode ser feita com mais precisão no período noturno", observa Guaraldo.Trólebus Os 478 trólebus que operam na cidade continuam funcionando normalmente. A São Paulo Transportes (SPTrans) ainda não concluiu, segundo a assessoria de imprensa, o estudo operacional para definir possíveis mudanças no sistema.Os trólebus podem circular normalmente, mesmo com possíveis registros de blecaute, pois a corrente usada por eles sai de uma estação especial. Entretanto, eles terão uma reprogramação operacional, para poupar energia. Atualmente, três empresas de trólebus operam na cidade.

Agencia Estado,

04 de junho de 2001 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.