SP tem manifestações de estudantes e trabalhadores

Os alunos da Universidade de São Paulo (USP) que estavam concentrados na manhã desta quinta-feira em frente à entrada do campus da universidade desistiram de realizar a passeata que iria até a Assembléia Legislativa, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET),. O trânsito na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, sentido centro, na altura da Avenida Engenheiro Heitor Antônio Eiras Garcia, na zona oeste de São Paulo, que estava interditado, passou a fluir normalmente, pois os alunos entraram para o campus. Ainda segundo a CET, o trânsito na região estava normalizado por volta das 13h30. Mais cedo, a Avenida Corifeu de Azevedo Marques, um importante corredor de ligação na zona oeste da cidade, havia ficado interditada com a concentração de estudantes e funcionários da USP. O trânsito ficou lento nas proximidades. Funcionários e estudantes de outra universidade estadual de São Paulo, a Unesp, se concentraram na Alameda Santos, reivindicando ? como os da USP - mais verbas para as universidades públicas. Segundo a CET, eles ocuparam a calçada e não atrapalharam o trânsito local.Uma outra manifestação aconteceu na manhã desta quinta-feira em São Paulo: na Avenida Paulista, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) organizou uma manifestação de protesto contra o desemprego no vão livre do Museu de Artes de São Paulo (Masp). A movimentação não chegou a atrapalhar o trânsito da avenida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.