SPTrans e sindicatos voltam a negociar amanhã no TST

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Francisco Fausto, presidirá amanhã, às 10h, uma nova rodada de negociações entre sindicalistas e representantes da São Paulo Transporte S.A (SPTrans) para discutir solução para a dispensa de trabalhadores do setor de transporte coletivo público ocorrida em abril. Representantes patronais do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (Transurb) foram chamados a participar dessa reunião.O SPTrans comprometeu-se a apresentar, nesse encontro, o resultado da checagem das listas de trabalhadores que perderam emprego em abril passado, fornecidas pelos sindicatos dos motoristas e cobradores, empregados da administração e da fiscalização. Houve um acordo com a Transurb para a "absorção" de 8.300 trabalhadores das dez empresas que foram descredenciadas pela Prefeitura. Desse total, até agora a estatal municipal confirmou a contratação de 7.366 pelas empresas que operam hoje no sistema de transporte coletivo. Os demais estariam em processo de contratação. Os sindicalistas afirmam que mais de quatro mil trabalhadores continuam desempregados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.