STF mantém quebra de sigilo de Denise Abreu

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ontem liminar de Denise Abreu, ex-diretora da Anac, para que ela não tivesse sigilos bancário, fiscal e telefônico quebrados. A CPI do Apagão Aéreo no Senado pediu a quebra de sigilo após acusação de José Carlos Pereira, ex-presidente da Infraero, de que Denise queria transferir serviços de carga de outros aeroportos para o Aeroporto de Ribeirão Preto para beneficiar um amigo.

O Estadao de S.Paulo

25 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.