STF se desculpa com Sarney por gafe no Twitter

Uma trapalhada no Twitter oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) obrigou seu presidente, Cezar Peluso, a pedir desculpas ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Mariângela Gallucci, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

"Ouvi por aí: "agora que o Ronaldo se aposentou, quando será que o Sarney vai resolver pendurar as chuteiras?"", dizia um post no Twitter do Supremo.

Para evitar uma crise, já que a mensagem foi divulgada como se fosse uma opinião do STF, Peluso ligou para Sarney e a assessoria da corte divulgou nota dizendo que se tratava de um "ato impensado" de uma funcionária terceirizada. A mensagem no Twitter foi apagada minutos após a reportagem do Estado ter ligado para a assessoria de comunicação do STF perguntando sobre o que havia ocorrido. A frase ficou no ar por cerca de meia hora antes de ser retirada.

O Estado apurou que possivelmente a funcionária postou por engano no Twitter oficial do Supremo um comentário que tinha a intenção de ter publicado em sua página pessoal.

Para fechar a polêmica, o Senado publicou em seu blog um vídeo no qual Sarney declara ter ficado honrado por ter sido comparado a Ronaldo. "Olha, eu fico feliz. Porque o Ronaldo é um fenômeno, né? E ao me comparar ao Ronaldo como um fenômeno também eu fico muito feliz", diz Sarney no vídeo. "Eu quero agradecer a essa moça porque ela fez um julgamento muito bom a meu respeito. Quanto às chuteiras, as chuteiras do Ronaldo, elas estão penduradas no Brasil inteiro e no mundo inteiro em homenagem ao que ele representou."

No fim, pede a Peluso para não tomar "nenhuma providência contra a moça". Na nota, o STF afirmava que já tinham sido tomadas as medidas administrativas cabíveis, sem especificá-las. À noite, a reportagem apurou que a funcionária foi dispensada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.