STJ nega liberdade a acusado de tortura e morte de chinês

A Quinta Turma do Superior Tribunal deJustiça (STJ) acabou de negar habeas corpus ao agente penitenciário Ricardo Duarte Pires Valério. Ele está preso junto com outros acusados de participar da sessão de torturas que levou à morte Chan Kim Ch ang, comerciante chinês naturalizado brasileiro. A decisão, unânime, mantém a prisão preventiva do acusado.O comerciante chinês foi detido pela polícia do Rio em 25 de agosto do ano passado, quando tentava embarcar para os Estados Unidos com US$ 30 mil não declarados. No Presídio estadual Ary Franco, ele foi espancado e ficou em coma. Levado ao Hospital Estadual Salgado Filho, Chan Kim Chang morreu no dia 4 de setembro. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.