STJ nega redução de pena para irmão de Marcola

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, negou pedido de redução de pena de Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior. Camacho, irmão de Marcos Williams Herbas Camacho, o Marcola, foi condenado a 11 anos e nove meses de reclusão por roubos e seqüestros praticados em 1990, em Campo Grande.No pedido de habeas-corpus, a defesa quer a revisão do cálculo da pena a que Camacho Júnior foi condenado pelo roubo de uma caminhonete e de um carro, além do seqüestro dos seus proprietários. Essa mesma pena, que havia sido inicialmente fixada em 14 anos, já foi reduzida em apelação. Agora, segundo informa o STJ, o mérito do pedido passará pela análise do ministro Paulo Medina, da 6ª turma do tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.