STJ se prepara para julgar grande volume de processos de SP

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, EdsonVidigal, criou nesta Terça-feira uma equipe especial de trabalho para trabalhar emregime de mutirão para atender os processos que chegarem em grau derecurso do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele calcula que com o fimda greve, o STJ terá de receber e distribuir entre 2 mil e 3 milprocessos oriundos do TJ com o fim da greve dos servidores doJudiciário paulista. Há duas semanas Vidigal vinha conclamando osserventuários de São Paulo a retornar ao trabalho. Enquanto durou, a greve dos servidores do Judiciário paulista,encerrada na segunda, mudou a rotina de trabalho no STJ. Até o inícioda paralisação, no final de junho, um em cada cinco processos julgadospelo STJ em 2004 provinha de São Paulo. No auge da greve, porém, essademanda caiu pela metade, causando relativa "calma" no dia-a-dia doTribunal. A volta à ativa dos servidores paulistas já motivou,inclusive, o estudo de medidas internas para que os funcionários do STJpossam dar conta do volume de ações que ficaram represadas na instânciainferior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.