Subprefeita admite falta de verba para o Tendal da Lapa

Espaço de convivência reconquistado pela comunidade 20 anos atrás, por força de oficinas teatrais, o Tendal da Lapa fica no mesmo terreno da subprefeitura da região. São geminados, mas a proximidade não significa um cuidado extra do poder público. Pelo contrário. Há goteiras nos espaços teatrais e nas exposições. Além de não dar conta da chuva, o telhado de cimento vira estufa no calor. Na área em que fica a tenda de circo que dá nome ao local, há paralelepípedos amontoados, terra e buracos. "Só demos um tapa no telhado. O certo é fazer outra cobertura e reformar. Precisaria de R$ 2 milhões. Não temos. Teria de ser feito pela Secretaria de Cultura", diz a subprefeita Soninha Francine. Mas os problemas da Lapa vão além: bueiro entupido alaga a escadaria usada para atravessar a linha do trem, em dias de chuva; calçadas quebradas ao redor da quadra, incluindo as travessias sem saída que a limitam; vias do entorno da administração, como a Rua Vespasiano, com vários buracos ou remendos de asfalto que causam desníveis. Quanto aos bueiros, Soninha aguarda um novo projeto de urbanismo da Secretaria de Infraestrutura Urbana. Em Pinheiros, o passeio público que a rodeia foi destruído em três pontos, tapados com tábuas de madeira. Terra e pedras retiradas desses pontos foram acomodados na própria calçada, em grandes sacos abertos. Na calçada da Avenida Professor Frederico Hermann Júnior, fios e galhos de árvores se tornaram obstáculos a pedestres. No Butantã, foi possível ver buracos nas ruas e calçadas do entorno e sacos de lixo revirados, atrás da administração local. Em Perus, lixeiras só com a tampa na frente do prédio da subprefeitura e, a cerca de 300 metros dali, comércio livre de camelôs na Praça Luís Néri. Procurados, os subprefeitos informaram que os problemas em calçadas e ruas foram causados por concessionárias (como Sabesp e Telefônica) e proprietários particulares. Todos já teriam sido notificados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.