Subprefeito é atropelado por corretora de imóveis

O subprefeito da Vila Mariana, Alexandre Modonezi, foi atropelado ontem à tarde por uma mulher em um Astra preto, logo após repreendê-la por pendurar banners em postes próximos do cruzamento da Rua Tutóia com a Rua Doutor Rafael de Barros, na Vila Mariana, zona sul da capital.Segundo Modonezi, eram 13h45 quando ele passou pelo cruzamento e viu a mulher colocando a propaganda de apartamentos de luxo nos postes, o que é proibido pela Lei Cidade Limpa. "Eu me identifiquei e falei que ela não poderia pendurar o banner. Ela passou por mim, me deu um tapinha no ombro e desejou um ?bom serviço?", conta.O subprefeito afirma que pediu para que a mulher esperasse, porque a polícia estava a caminho. Então, segundo ele, a mulher guardou o material no carro, abriu a porta e entrou. Em seguida, engatou a ré e o atropelou, fugindo sem prestar socorro. O subprefeito rolou pelo capô e caiu no chão. Ele teve escoriações e sofreu uma luxação em um dos joelhos. Levado ao Pronto-Socorro do Hospital São Luiz, na zona sul, Modonezi foi medicado e liberado.O subprefeito foi ao 36º Distrito Policial (Paraíso) e registrou um boletim de ocorrência de lesão corporação culposa (sem intenção). Ontem à noite, ele ainda fez o exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML). O número das placas do Astra dirigido pela mulher foi repassado à polícia. De acordo com os policiais, os documentos do carro estão em nome de Sandra Ferreira da Silva, que não foi localizada na noite de ontem. CIDADE LIMPA"Não foi a primeira vez, que fiz uma abordagem dessas. E não será a última", disse o subprefeito. Por semana, de acordo com ele, os funcionários da Subprefeitura da Vila Mariana retiram aproximadamente 350 faixas e banners irregulares das ruas dos bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.