Subprefeitura remove ''''biblioteca indígena''''

Acervo tinha 2 mil títulos doados por Aziz Ab?Saber; administração alega falta de convênio

Sergio Duran, O Estadao de S.Paulo

12 de fevereiro de 2008 | 00h00

A Subprefeitura da Sé removeu ontem da Praça Monteiro Lobato, no centro, a "biblioteca indígena" mantida pela organização Educa São Paulo. Feita pela manhã, a operação pegou o presidente da ONG, Devanir Amâncio, de surpresa. "Não houve nenhuma negociação."Formada com compêndios sobre a questão indígena no País, a biblioteca informal servia de ponto de encontro de índios, que usavam o espaço para debater políticas públicas. Amâncio disse que havia 8 mil títulos na biblioteca, 2 mil deles doados pelo geógrafo e professor aposentado da Universidade de São Paulo Aziz Ab?Saber.Para Amâncio, a operação foi motivada por perseguição política. "Era um projeto de muita visibilidade. Estávamos alfabetizando garis, discutíamos políticas públicas para índios, tudo isso é obscuro demais para os políticos desta cidade."A subprefeitura informou que o motivo da operação foi o fato de a biblioteca ocupar uma praça pública sem nenhum acordo ou convênio com a Prefeitura. A Monteiro Lobato fica no acesso do Conservatório Musical, na quadra localizada atrás do Teatro Municipal.De acordo com a subprefeitura, foram apreendidos 311 sacos plásticos, lacrados e levados ao depósito da Sé. Os lacres foram entregues a Amâncio, que poderá retirar o material.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.