AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Substância radioativa usada em exames médicos é saqueada

Uma carga de embalagens usadas da substância radioativa tecnécio 99-m, usada em exames de cintilografia, foi saqueada por moradores da zona rural de Juazeiro, a 500 quilômetros de Salvador, após o tombamento, nesta segunda-feira, do caminhão que transportava o material hospitalar de Fortaleza para São Paulo, onde a empresa Bionuclear Diagnósticos iria reutilizar os vasilhames.Embora técnicos do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) e da Comissão de Energia Nuclear (Cnen) tenham informado à polícia da região que o resto do material existente nas embalagens não oferece riscos de contaminação ao meio ambiente e às pessoas que saquearam a carga, a manipulação inadequada do elemento, que é diluído em água para ser injetado nas pessoas que se submetem à cintilografia, pode causar irritação na pele.Por essa razão, uma operação policial para recuperar a carga está sendo realizada no povoado de Carnaíba, próximo ao local do acidente. Cinco dos 12 vasilhames retirados do caminhão, um dos quais com o lacre rompido, já foram recuperados.Técnicos do Ipen e do Centro de Recursos Ambientais do Estado (CRA) estão na região investigando as circunstâncias do acidente. Conforme o CRA, a empresa SOS Socorros Médicos à qual pertence a carga deve ser multada por não ter acondicionado o material de forma adequada. O caminhão pertence à transportadora LDB que não tem autorização para trafegar com material radioativo.

Agencia Estado,

23 de maio de 2006 | 15h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.