Sucessão de erros ameaça Porto da Pedra

Uma sucessão de problemas pode levar a Porto da Pedra ao rebaixamento. Na concentração, a escola de São Gonçalo teve problemas com o carro abre-alas, de 60 metros, o que provocou o primeiro buraco na Sapucaí. Praticamente todos os carros alegóricos tiveram dificuldade para entrar na avenida, prejudicando a evolução e a harmonia. O segundo carro demorou mais de 10 minutos para entrar no Sambódromo. O tempo também foi um vilão da escola. O último componente cruzou a Praça da Apoteose com cravados 82 minutos, limite máximo para conclusão do desfile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.