Suplicy cobra respeito em debates e constrange Alckmin

O candidato da coligação PSDB-PFL à Presidência da República, Geraldo Alckmin, passou por constrangimentos nesta quinta-feira após missa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo. O tucano foi cobrado publicamente pelo senador Eduardo Suplicy (PT) a ter mais respeito nos debates com o presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).A crítica ocorreu durante entrevista, em que os dois dividiram a mesma mesa para atender os repórteres. "Espero que no próximo debate ambos possam estar como dois irmãos diante de sua mãe, procurando ver bem que é importante que sejam assertivos, dizendo as coisas que pensam, mas procurando sempre tratar o outro com respeito, o respeito que o povo tem para com aquele que vai escolher como seu presidente", disse o petista.Para aumentar ainda mais o desconforto, Suplicy corrigiu Alckmin sobre declarações dadas no debate da TV Bandeirantes no último domingo sobre o programa social Bolsa família. "Eu queria pedir ao governador Alckmin para ler com muita atenção a lei 2.836, que, diferentemente do que ele disse no debate, existe sim contrapartida", afirmou o senador. No último domingo, o tucano acusou o governo Lula de enfraquecer as contrapartidas exigidas de quem recebe a ajuda para capitalizar eleitoralmente.Evitar polêmicaAlckmin, que tem dito que vai manter o estilo mais agressivo nesta reta final de campanha, evitou polemizar com o senador. "Hoje é dia de Nossa Senhora e Nossa Senhora é amor", desconversou.Suplicy negou que tivesse passado um pito no tucano. "Foi uma palavra de respeito." E fez um apelo aos dois candidatos. "O meu pedido é que tenham um debate esclarecedor em que cada um possa trazer para o povo a melhor luz." Em seguida, cutucou novamente o tucano. "Fui testemunha de como o presidente Lula e o ex-governador Alckmin tiveram tantas conversas construtivas e em defesa do interesse público. Torço para que isso aconteça no próximo debate, algo que ambos não fizeram, em especial o ex-governador."Alckmin assistiu à missa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida ao lado de sua mulher, dona Lu, o governador Claudio Lembo e o prefeito Gilberto Kassab.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2006 | 15h10

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.