Suposto integrante da milícia Liga da Justiça é preso no Rio

Com o acusado de ser membro da quadrilha foram aprendidos R$ 10 mil e anotações sobre fornecimento ilegal de TV a cabo

11 de abril de 2012 | 07h44

SÃO PAULO, 11 - Fábio Nadaes Moraes, de 31 anos, um dos responsáveis financeiros, segundo a Polícia Civil, da milícia conhecida como Liga da Justiça, que atua no Rio de Janeiro, foi preso na tarde desta terça-feira, 10.

O suposto miliciano foi detido pelo crime de formação de quadrilha armada, No momento da prisão, ele falava em um telefone público, perto de sua casa, no bairro Andréia, em Campo Grande, na zona oeste do Rio. Com ele foram apreendidos R$ 10 mil, um bracelete e um relógio de ouro e anotações sobre o fornecimento clandestino de sinal de TV a cabo e de transporte irregular.

Segundo a polícia, a Liga da Justiça, que teve início em 2007, na zona oeste da cidade, foi desarticulada após investigações e sucessivas prisões - mesmo assim, existem integrantes livres, que são investigados.

Tudo o que sabemos sobre:
milícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.