Surdo-mudo acusado de tentativa de furto ganha liberdade

Os três meses de angústia de Claudenir Xavier de Souza, 23 anos, o Mudinho, preso sob acusação de tentativa de furto, acabaram na última segunda-feira, 24. Ele foi libertado após uma audiência na 7ª Vara Criminal, no Fórum da Barra Funda. Souza, que é surdo e mudo, e o irmão, o operador de máquinas José Leandro Xavier de Souza, saíram abraçados, às 19h, do 91º DP (Ceasa), onde ele estava detido desde 16 de janeiro . Às 23h daquele dia, na Rua Bergson, na Lapa, vizinhos ligaram para o policial civil Salvatore Ricci, que trabalha na Academia da Polícia, e avisaram que um homem estava sentado na porta de sua casa. O policial se assustou pois, dois dias antes, a residência dele, que está desocupada, havia sido furtada. Testemunhas afirmam que o policial, ao chegar sozinho ao local, abusou da autoridade. Ele teria espancado Souza, que precisou ser socorrido com lesões na cabeça e nos braços. Na delegacia, Ricci disse que flagrou o acusado dentro de sua casa. ´Ele é inocente´, disse Isabel Pires dos Santos, vizinha do policial. ´Ele ficou o tempo todo fora da casa.´ Souza foi expulso da casa dos pais aos 16 anos. Irritado, rasgou o único documento que possuía, uma certidão de nascimento. A família, desde então, perdeu o contato com ele. ´Mas nunca perdi as esperanças de encontrá-lo´, disse o irmão. A Secretaria de Segurança Pública afirmou que não existe denúncia contra o policial civil. Souza responderá processo em liberdade.

Agencia Estado,

24 Abril 2007 | 10h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.