Surfista é preso com prancha recheada de cocaína no RN

Equipamento tinha em seu interior um quilo e dez gramas de cocaína pura, que seria revendida na Europa

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

14 de março de 2008 | 08h43

A Polícia Federal apreendeu, na noite desta quinta-feira, 13, no aeroporto Augusto Severo, em Natal, no Rio Grande do Norte, uma prancha de bodyboarding que estava recheada com um quilo e dez gramas de cocaína pura. Segundo o acusado, a droga seria revendida na Europa.   Por volta das 21h30, os agentes realizavam fiscalização no aeroporto quando tiveram a atenção despertada para um dos passageiros que conduzia na bagagem uma prancha. À medida em que se aproximava do balcão da imigração, o profissional de bodyboarding David Deodato da Silva, de 32 anos, mostrava-se visivelmente inquieto.   Ao passar a bagagem do atleta pelo raio X, os policiais logo notaram uma estranha coloração que surgia bem no meio do equipamento e, ao ser indagado sobre o que era aquilo, David disse que acreditava ser apenas "um defeito de fábrica".   Desconfiados, os agentes utilizaram uma pequena chave de fenda para furar a prancha e logo observaram que dela surgiu um pó branco com característica de cocaína. Imediatamente David recebeu voz de prisão, sendo conduzido para a Superintendência da Polícia Federal.   Durante o interrogatório, o acusado disse que comprou a droga por R$ 5 mil na capital cearense, de uma "pessoa desconhecida", e que pretendia revendê-la na Europa com a ajuda de um amigo que mora na Holanda, sem revelar a identidade do amigo.

Tudo o que sabemos sobre:
cocaínaprancha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.