Suspeita de antraz na Procuradoria em São Paulo

O protocolo e o Centro de Processamento de Dados da Procuradoria-Geral da Justiça, na Rua Riachuelo, em São Paulo, estão lacrados desde as 10 horas desta quinta-feira por causa de uma suspeita de contaminação por antraz.O local deve ser reaberto na segunda-feira, após o Instituto Adolfo Lutz concluir a análise de um pó branco que estava em um envelope enviado ao Ministério Público.O pó branco espalhou-se pela sala quando o envelope foi aberto por um funcionário. As salas do CPD e do protocolo estão lacradas. O protocolo está funcionando provisoriamente na portaria do prédio.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.