Suspeito de assassinato é linchado na BA

Moradores do município de Feira da Mata, a 964 quilômetros da capital baiana, lincharam e depois atearam fogo ao corpo de Adailton Oliveira de Almeida, suspeito de ter matado a pauladas um adolescente de 13 anos para roubar R$ 370. O linchamento ocorreu no inicio da noite de ontem, logo após os moradores invadirem a delegacia e retirarem o suspeito à força.O desaparecimento do jovem Ludvig Nunes Moura, de 13 anos, há mais de 20 dias havia chocado a população do povoado de Aldeia, situado na zona rural de Feira da Mata. Ele havia saído, a pedido do pai, para pagar algumas contas e não retornou mais à casa. Quando a polícia passou a investigar o caso, moradores da região notaram a mudança de comportamento de Almeida, vizinho da vítima, que embora desempregado há algum tempo, após o sumiço do adolescente passou a realizar comprar de gêneros alimentícios com certa freqüência.Suspeito do crime, o desempregado foi preso provisoriamente ontem e, quando estava na delegacia, os moradores decidiram invadir o local para fazer justiça com as próprias mãos. Os três policiais foram imobilizados por dezenas de pessoas, enquanto um grupo se dirigiu ao xadrez e arrombou o cadeado da cela de Almeida que teve os pés e as mãos amarradas. Os linchadores começaram a espancá-lo para que ele confessasse onde havia enterrado o corpo de Ludvig.Confissão e morteO suspeito confessou e foi arrastado até o local onde foi obrigado a cavar enquanto continuava a ser espancado. No momento que achou a ossada do adolescente, Almeida desmaiou de dor pelas pancadas. Logo depois, um homem jogou gasolina sobre o corpo e tocou fogo. Após se certificarem da morte de Almeida, a multidão se dispersou. O delegado Flávio Dias Neto abriu inquérito para apurar o linchamento mas, até a manhã de hoje, não havia identificado nenhum dos envolvidos.

Agencia Estado,

15 de maio de 2002 | 13h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.