Suspeito de conduzir jet ski em acidente no litoral deve se entregar após feriado

O delegado assistente do Guarujá, Luiz Ricardo Lara Dias Junior, disse ontem que o condutor do jet ski que atropelou o estudante Denis Vieira da Silva, de 24 anos, vai se apresentar à polícia assim que terminar o período das festas do fim de ano. "Ele já foi identificado e notificado e se dispôs a vir à delegacia, mas até por conta de compromissos do seu advogado, virá apenas na semana que vem", disse Lara.Morador na zona leste da capital, o estudante morreu na segunda-feira à tarde, após um acidente entre dois jet skis na praia da Enseada, no Guarujá. Ele estava pilotando um dos equipamentos na área próxima ao Canto do Tortuga. Os dois jet skis pertenciam a Clayton Álvares, porém não era ele quem pilotava o outro aparelho. O delegado afirmou que a morte foi resultado de um acidente e até agora não há nenhum indício de que tenha havido um crime doloso (com a intenção de matar). "O outro condutor estava no enterro do Denis, eles eram colegas e informalmente ele disse que não fugiu, apenas que ficou abalado com o acidente e foi levado para casa por amigos", disse o delegado. "Se ele não tiver a habilitação, vai responder a uma contravenção penal, mas isso não torna o homicídio doloso, também não há a caracterização de fuga ou não prestação de socorro como teria em via terrestre", completou o policial.

Rejane Lima, SANTOS, O Estadao de S.Paulo

31 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.