Polícia Civil|Divulgação
Polícia Civil|Divulgação

Suspeito de matar colega em ritual satânico é preso no RS

Jovem de 19 anos confessou o crime à polícia em Santa Maria, no interior gaúcho; corpo foi encontrado em setembro de 2015

Luciano Nagel - Especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2016 | 16h34

Porto Alegre - Um jovem de 19 anos foi preso preventivamente na sexta-feira, 15, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul. Braian Kummel da Silva é suspeito de assassinar um colega para um ritual de magia negra. A vítima, Gilberto Zahn Couto, 19 anos era natural do município de Sobradinho. Na época, os dois prestavam serviço militar no 6º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, em Santa Maria.

O corpo do jovem foi localizado no dia 2 de setembro de 2015, próximo às quadras de areia do Parque Municipal Jockey Club, no bairro Juscelino Kubitschek. O corpo tinha ferimentos de faca no pescoço e tórax. Em depoimento a polícia civil, Braian Kummel da Silva confessou o crime e admitiu que o fez para um ritual de magia negra. 

Em seu perfil no Facebook, Braian Kummel da Silva tem fotos de imagens que fazem apologia a rituais satânicos. 

Mais conteúdo sobre:
Magia NegraRio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.