Suspeito de matar transexual no norte do Rio no ano novo é preso

Popinha foi morta a tiros em casa logo depois da queima de fogos; polícia diz que é crime de homofobia

Estadão.com.br,

02 Março 2012 | 21h55

SÃO PAULO - Um homem suspeito de assassinar uma transexual a tiros em Campos dos Goytacazes, no norte do Rio, foi preso nesta sexta-feira, 2, por policiais da 134ª Delegacia Policial. O crime ocorreu momentos depois da virada do ano, segundo a Polícia Civil.

Carlos Magno Rosa da Costa, de 25 anos, conhecido como "Popinha", foi encontrado pelos amigos morto em cima de uma cama dentro da casa onde vivia. Segundo o delegado titular da unidade, Luis Claudio Cruz, o motivo do crime foi homofobia.

No momento da queima de fogos, os vizinhos escutaram também barulho de tiros e saíram na rua para verificar. Foi quando viram o suspeito fugindo de bicicleta.

Ricardo Ribeiro Alves, de 41 anos, foi detido no bairro de Turfe Clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.