Suspeito de matar transexual no norte do Rio no ano novo é preso

Popinha foi morta a tiros em casa logo depois da queima de fogos; polícia diz que é crime de homofobia

Estadão.com.br,

02 de março de 2012 | 21h55

SÃO PAULO - Um homem suspeito de assassinar uma transexual a tiros em Campos dos Goytacazes, no norte do Rio, foi preso nesta sexta-feira, 2, por policiais da 134ª Delegacia Policial. O crime ocorreu momentos depois da virada do ano, segundo a Polícia Civil.

Carlos Magno Rosa da Costa, de 25 anos, conhecido como "Popinha", foi encontrado pelos amigos morto em cima de uma cama dentro da casa onde vivia. Segundo o delegado titular da unidade, Luis Claudio Cruz, o motivo do crime foi homofobia.

No momento da queima de fogos, os vizinhos escutaram também barulho de tiros e saíram na rua para verificar. Foi quando viram o suspeito fugindo de bicicleta.

Ricardo Ribeiro Alves, de 41 anos, foi detido no bairro de Turfe Clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.