Suspeito de pôr fotos na internet será ouvido por carta precatória

A Polícia Civil de Pompéia, a 480 quilômetros de São Paulo, vai ouvir por carta precatória o principal suspeito de espalhar pela internet as fotos em que a universitária Francine Favoretto de Resende, 20 anos, aparece fazendo sexo com dois homens.O rapaz, cuja identidade está sendo mantida em sigilo pela polícia, foi apontado por Francine e família como o responsável por espalhar as fotos como vingança pela moça ter se recusado a namorá-lo. Segundo o delegado de Pompéia, Valter Bettio, o rapaz mora em Araraquara para onde se mudou após o escândalo e deverá ser ouvido por carta precatória. "Mas se ele vier antes a Pompéia, vamos ouvi-lo aqui", disse Bettio. Francine afirma que as fotos foram montadas.O delegado informou que na quarta-feira, 26, vai ouvir o estudante Lincon Ferreira, apontado como autor das fotos, que aparece ao lado do professor Fábio Avelar nas cenas com a estudante num motel de Marília. Mas Ferreira já adiantou ao delegado informalmente que não fez as fotos e que nunca esteve no motel com Fábio ou Francine.Nesta terça-feira, 25, Bettio ouviu duas testemunhas - entre elas um adolescente - que negaram conhecer a procedência das fotos e a identidade da pessoa que as espalharam pelo Orkut.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.