Suspeito de roubar relicário de Santa Edwiges é preso em Santos

No interior do Estado, a polícia de Guaiçara procura um vândalo que pichou imagens sacras da Igreja Matriz, localizada no centro da cidade

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

30 de julho de 2010 | 11h50

SÃO PAULO - O suspeito de roubar um relicário de Santa Edwiges em uma igreja de Santos, no litoral sul de São Paulo, foi preso nesta quinta-feira, 29, na cidade, segundo a polícia.

 

A peça, que continha um osso da santa, foi roubado na tarde do dia 18 de julho, um domingo. As imagens das câmeras de segurança da igreja registraram o furto, o que ajudou nas investigações.

 

Segundo depoimento do padre responsável pela paróquia, no dia do assalto a câmera registrou um desconhecido entrando na igreja e jogando uma pedra contra o vidro que protegia o relicário. O caso foi registrado no 7ºDP.

 

Vandalismo

 

A Polícia de Guaiçara, no interior de São Paulo, está à procura do vândalo que pichou imagens sacras da Igreja Matriz, localizada no centro da cidade.

 

Segundo a polícia, a secretaria da igreja percebeu na tarde da última quarta-feira, 28, que algumas imagens estava pintadas com esmalte, provavelmente de unha. Algumas peças foram quebradas.

 

Cerca de 10 imagens tiveram a boca, as unhas e o rosto pintados com o esmalte. Santo Expedito teve o braço quebrado, de acordo com a polícia.

 

A igreja fica aberta durante o dia e a polícia ainda não tem suspeitos do vandalismo. O laudo sobre a perícia feita no local de vê ficar pronto em 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.