Suspeitos da morte de Celso Daniel detidos no PA

A polícia do Pará prendeu ontem em Altamira, durante uma blitz de trânsito na rodovia Transamazônia, quatro homens suspeitos de participar do assassinato do prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel. Cícero Antonio de Lima, de 27 anos, e Ricardo dos Santos, de 28, ambos de São Bernardo do Campo (SP); Eumar Alves Rodrigues, de 32, de São Mateus (ES) e do paraense Eronildes Nascimento de Souza, 23, de Pacajá, negaram qualquer participação no crime. Eronildes e Ricardo já têm passagens pela polícia, acusados de assalto. Eumar e Cícero garantiram não possuir ficha policial, mas a informação está sendo checada pela Polícia Civil paraense. Os quatro devem ser submetidos a um auto de reconhecimento por um militar da reserva de Marabá, que teria ouvido a conversa dos supostos seqüestradores de Celso Daniel num banheiro da estação rodoviária de Goiânia (GO). Segundo o militar, na conversa os homens teriam confirmado a morte do prefeito, dizendo que o dinheiro do resgate havia sido pago. Interrogados pela polícia de Altamira, os acusados confirmaram apenas que tinham viajado, na última sexta-feira, de São Paulo para Goiânia e, depois, ido para Marabá, no sul do Pará. No domingo, os quatro viajaram de Marabá para o município de Pacajá, às margens da Transamazônica, onde ficaram hospedados na casa de parentes de Eronildes. Eles estavam em uma caminhonete, que a Polícia Rodoviária Federal desconfia ser roubada, quando foram parados e presos na barreira policial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.