Suspeitos de assalto a Ellen Gracie são mortos no Rio

Dois criminosos envolvidos no arrastão na Linha Vermelha, no Rio de Janeiro, do qual a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie foi vítima, na noite de quinta-feira, foram mortos pela polícia.O vice-presidente do órgão, ministro Gilmar Mendes, também estava no carro. Os dois tinham acabado de desembarcar na Base Aérea do Galeão e seguiam para a zona sul da cidade. O veículo foi abordado por um grupo que fazia um arrastão. Os ladrões roubaram vários carros e motoristas que passavam pelo local.Os ministros do STF foram abandonados na pista da via expressa e foram resgatados por seguranças do Tribunal de Justiça que vinham atrás do veículo das autoridades."Foi tudo muito rápido. Eram uns 10 bandidos que cercaram vários carros e roubaram todo mundo. Acho que os ladrões não sabiam quem eles eram", contou uma vítima do assalto, que prestou queixa na delegacia do bairro."Eles fecharam a avenida por uns cinco minutos e fizeram a limpa nos carros", acrescentou.Durante a madrugada, a polícia fez uma operação no Andaraí e trocou tiros com seis suspeitos de terem participado do arrastão na Linha Vermelha. Dois homens morreram e quatro conseguiram fugir.O carro dos ministros também foi recuperado pela polícia de madrugada.Os ministros do STF vão participar nesta sexta-feira da inauguração do novo prédio do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.