Suspeitos de espancar jovem em Copacabana são presos

Funcionário de um quiosque foi agredido na noite da última quarta-feira, 1; quatro foram presos

Gheisa Lessa - estadão.com.br ,

07 Agosto 2012 | 16h06

SÃO PAULO - Quatro suspeitos de terem agredido o funcionário de um quiosque na noite da última quarta-feira, 1, foram presos na manhã desta terça-feira, 7, durante o comprimento de cinco mandados de busca e apreensão. Os quatro jovens, dois menores de idade, foram detidos em suas residências, em Copacabana, zona sul do Rio. Um suspeito continua foragido.

O crime aconteceu por volta das 10h20 da última quarta quando Michel Luis da Silva Nogueira, de 18 anos, foi agredido após uma tentativa de roubo. A vítima trabalha em um quiosque de praia localizado em frente ao hotel Copacabana Palace. De acordo com o delegado que conduz a investigação do caso, Alexandre Guedes Magalhães, Michel estava acompanhado de um amigo, Marlon, de 25 anos, que conseguiu fugir do local.

Na ocasião, dois integrantes do grupo foram detidos e levados para o 12º Distrito Policial. "A vítima que fugiu não foi prestar depoimento e o Michel estava ferido e não conseguiu falar com a polícia. Sem acusações, os dois suspeitos foram liberados e registramos o caso como lesão corporal", explica Magalhães.

No entanto, dois dias após o ataque, Michel, que estava internado no Hospital Miguel Couto, na zona sul do Rio, foi ouvido.

Um suspeito de ter participado do crime está foragido. Segundo a família do procurado, ele foi para o Estado de Minas Gerais. A Polícia Civil do Rio expediu um mandado de prisão e espera a localização do homem, que tem 25 anos. Os outros quatro presos têm entre 16 e 24 anos.

Outro caso. A Polícia Civil acredita que o mesmo grupo que agrediu Michel na noite da última quarta, é responsável por outro caso semelhante, ocorrido no dia 14 de julho, quando cinco agressores bateram em um homem de 25 anos.

Mais conteúdo sobre:
espancado Copacabana presos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.