Suspeitos de matar policiais morrem em tiroteio

Dois homens suspeitos da morte de dois policiais civis do 3º Distrito Policial de Sumaré, no interior de São Paulo, no mês passado, morreram durante um tiroteio com a polícia, na noite de ontem, no bairro do Matão, em Campinas. A polícia recebeu denúncia anônima informando que os homens estariam em uma casa do bairro, planejando um novo atentado contra policiais. A Força Tática da PM foi até o local, mas os três bandidos já tinham se escondido em uma igreja da Assembléia de Deus. Os policiais jogaram uma bomba de gás lacrimogêneo dentro do templo e os marginais saíram atirando. A polícia revidou, dois deles foram mortos e um ficou ferido, mas conseguiu fugir.Segundo a Globo News, dentro da casa, segundo a polícia, foram encontrados duas escopetas, uma pistola calibre 380, um revólver 38 e dez gramas de maconha. Um dos homens mortos foi identificado como Paulinho. O que fugiu é conhecido como ´Fabinho´, segundo a Polícia de Sumaré. Os três já tinham antecedentes criminais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.