Suspensa negociação com rebelados em Franco da Rocha

Um agente penitenciário morreu e outro foi baleado durante uma tentativa de fuga no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, na noite deste sábado, 9. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), um preso levou um tiro de raspão. Dois funcionários foram feitos reféns, e continuavam sob ameaça dos detentos. Por volta das 23h45, a direção do CDP encerrou as negociações com os amotinados, que serão retomadas na manhã deste domingo. De acordo com a Polícia Militar, a fuga frustrada ocorreu por volta das 19h30 deste sábado. Porém, os agentes penitenciários perceberam a ação e quiseram impedir o motim. Os presos abriram fogo contra os funcionários.Tassiano Menezes de Lucena foi baleado na cabeça e morreu no hospital, e outro agente foi atingido na perna e no braço. Ele foi levado a um pronto socorro da Cidade e, de acordo com a SAP, não corre risco de morte. Durante a troca de tiros, um detento identificado como Washington das Chagas Matos levou um tiro de raspão na cabeça e foi medicado no hospital.Após o confronto, os presos conseguiram render dois funcionários, que foram feitos reféns. Atualmente, o CDP de Franco da Rocha abriga 1.256 detentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.