Suvaco de Cristo arrasta 50 mil

O bloco, um dos mais tradicionais do Rio, cantou a crise

Kelly Lima, RIO, O Estadao de S.Paulo

16 Fevereiro 2009 | 00h00

Com a apresentadora Cynthia Howlett como porta-bandeira, e cantando as agruras da crise financeira, o bloco de rua Suvaco do Cristo desfilou ontem pela manhã entre o Jardim Botânico e a Gávea, na zona sul, acompanhado de cerca de 50 mil foliões, de acordo com a PM. O bloco, um dos mais tradicionais do Rio, nasceu na praia, em 1985. Segundo seus fundadores, a proposta era "agitar, juntar uma porção de gente amiga e sair por aí, se divertindo pelo Rio". O nome, que inicialmente seria "Tamanduá" ou "Olha o Tamanho do A", acabou saindo de uma entrevista dada à época por Tom Jobim, reclamando do mofo nos armários de sua casa na Lopes Quintas. Na entrevista, Tom dizia que seu armário era praticamente o "suvaco" do Cristo, já que seu apartamento na Lagoa se localizava aos pés do Corcovado. A uma semana do carnaval, além do Suvaco, também desfilou, entre outros, o Simpatia É Quase Amor, que teve um acidente. Uma integrante caiu de cima do carro de som (altura de quase 4 m). Ela está fora de perigo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.