TAM paga 1a indenização a familiares de vítima do vôo 3054

A TAM pagou a primeira indenização à família de um dos passageiros que estava no Airbus A320 que fazia o vôo 3054 e se chocou com prédios perto do Aeroporto de Congonhas na semana passada, matando cerca de 200 pessoas. O valor e o nome da vítima não serão revelados, afirmou um assessor de imprensa da TAM. Em entrevista na Assembléia Legislativa, onde participou nesta segunda-feira de um ato ecumênico promovido pela companhia, o presidente da TAM, Marco Antônio Bologna, disse que a empresa está negociando adiantamento das indenizações para as famílias que assim o desejarem, informou a assessoria de imprensa da TAM. "Algumas famílias já agendaram reuniões para discutir a indenização, mas a empresa está analisando caso a caso possíveis adiantamentos para eventuais despesas", informou um assessor da empresa. Para facilitar as reuniões com os parentes das vítimas, a companhia e a seguradora Unibanco AIG, líder da apólice de seguro da TAM, colocaram em funcionamento dois escritórios 24h, montados em São Paulo e em Porto Alegre. A empresa não comentou qual o valor total a ser pago às vítimas, nem quanto receberá das companhias de seguro. Segundo balanço da empresa no primeiro trimestre, "a cobertura de seguros (da TAM) para o ramo aeronáutico --casco e responsabilidade civil em conjunto-- apresenta o valor máximo indenizável de até 1,5 bilhão de dólares".

REUTERS

23 Julho 2007 | 19h13

Mais conteúdo sobre:
MANCHETES ACIDENTE INDENIZA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.