TAM pede mil voos extras à Anac para atender demanda da Copa

Cerca de mil pessoas podem ser contratadas temporariamente pela companhia

Wladimir D'Andrade, O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2014 | 17h13

A TAM solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mil voos extras para atender a demanda durante a Copa do Mundo, entre junho e julho deste ano. A empresa informou que o investimento para operar os voos extras será de pelo menos R$ 50 milhões e as contratações temporárias vão totalizar cerca de mil pessoas.

Segundo a TAM, a malha aérea entre junho e julho deverá sofrer uma mudança temporária substancial, especialmente as operações relacionadas às cidades-sede do mundial de futebol. Como exemplo, a companhia cita Brasília, que passará de 83 voos diários para 96; Rio de Janeiro, que aumentará de 100 voos diários para 112; e Cuiabá, que terá 11 ao invés de 5. A TAM informou que as passagens durante a Copa terão preços "competitivos e acessíveis".

Mais conteúdo sobre:
aviação TAM Anac

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.