Divulgação
Divulgação

TAM quer diminuir em 15% o tempo de embarque

Empresa adotou um novo procedimento nos portões de embarque que visa a agilizar a entrada dos passageiros nos aviões

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

12 de novembro de 2013 | 18h55

Atualizado às 20h30

Para agilizar o processo de embarque nos aviões, a TAM implantou um novo procedimento nos portões dos aeroportos. A companhia, que detém 39% do mercado doméstico, espera diminuir em 15% o tempo de embarque com a medida (o dado em minutos não é divulgado porque, segundo a TAM, varia conforme o trecho e a aeronave).

Atualmente, os passageiros são divididos em cinco grupos, identificados com letras de A a E, conforme a localização das poltronas. O modelo, no entanto, causava confusão entre os passageiros. "Era muito difícil identificar a letra no cartão de embarque e, quando havia conexão de um voo internacional, a letra não era impressa", afirma José Luiz Quesado, gerente de desenvolvimento de aeroportos da TAM.

Outro problema: o grupo A é o que está nas primeiras fileiras do avião e, por isso, é o último a embarcar. Essa orientação, que não seguia a ordem alfabética, atrapalhava os passageiros.

O embarque agora acontece de acordo com as fileiras, e não mais por grupos. A vantagem deste modelo, segundo a companhia, é que, em vez de chamar cada grupo de uma vez, haverá três fila fixas: uma para o embarque preferencial (idosos, gestantes e adultos acompanhados com crianças de colo), uma para as fileiras de trás da aeronave e outra para as da frente.

Dessa forma, as pessoas podem se organizar em suas devidas filas, sem precisar aguardar a chamada dos funcionários da empresa. "Não havia divisão com três filas fixas e, se alguém de outro grupo ingressasse na fila única, bloqueava todo o fluxo (dentro do avião). Com a medida, o fluxo de passageiros fica maior", diz Quesado.

O sistema já está sendo aplicado em Cumbica e Congonhas desde segunda-feira e abarcará os 42 aeroportos em que a Tam atua até o final de 2014.

Gol. Em abril, a Gol já havia mudado o seu sistema de embarque. A companhia adotou um processo que divide os passageiros em três grupos numéricos: 1 corresponde aos que têm assentos na janela, 2 no meio e 3 no corredor. Assim como na Tam, o embarque prioritário é feito antes. Segundo a empresa, o tempo de embarque reduziu de 18 para 10 minutos. Até o fim de novembro, o modelo será adotado em todos os aeroportos nacionais em que a empresa opera.

Tudo o que sabemos sobre:
aviãoaeronaveTAMGolembarque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.