TAM volta atrás e diz que ainda não pagou indenizações

A TAM e a Unibanco AIG esclareceram nesta quinta-feira que ainda não foi feito nenhum acordo de pagamento de indenização às famílias dos passageiros do Airbus A320 que se chocou contra prédios perto do Aeroporto de Congonhas na semana passada. Na segunda-feira, o presidente da TAM, Marco Antônio Bologna, chegou a dizer a jornalistas que a empresa havia pago a primeira indenização a uma das famílias. Na verdade, esclareceram as empresas, foi feito um adiantamento nesta semana referente ao processo de indenização a apenas uma família. O adiantamento não caracteriza quitação nem perda de direitos futuros. O valor pago não foi divulgado, nem o nome da família. Para facilitar as reuniões com os parentes das vítimas do vôo 3054, a TAM e a Unibanco AIG, líder da apólice de seguro da empresa aérea, colocaram em funcionamento dois escritórios, um em São Paulo e outro em Porto Alegre, origem do vôo, além de um telefone 0800, divulgado apenas às famílias. Segundo a assessoria da seguradora, já foram agendadas 14 visitas em São Paulo e 11 em Porto Alegre. O telefone já recebeu 310 ligações desde sexta-feira, quando começou a operar. (Por Fernanda Ezabella)

REUTERS

26 Julho 2007 | 19h24

Mais conteúdo sobre:
MANCHETES ACIDENTE TAM INDENIZACAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.