Tanque de combustível explode e mata soldador

Um homem morreu e outro ficou ferido na explosão de um tanque de transporte de combustível por volta das 11 na oficina mecânica Faria e Faria, em Paulínia. Odeir Luciano, de 47 anos, estava dentro do tanque, com capacidade para 30 mil litros, utilizando a solda, quando houve a explosão. Ele foi lançado a 60 metros e morreu no local. Outro funcionário da oficina, José Raimundo de Souza Filho, de 74 anos, sofreu ferimentos e foi internado no Hospital de Paulínia, mas não corre risco de vida. A oficina fica localizada no quilômetro 124 da Rodovia que liga Paulínia a Campinas, SP 332. A Guarda Municipal foi chamada. Segundo a Guarda, não houve incêndio. O tanque de combustível e parte do telhado da oficina ficaram destruídos.

Agencia Estado,

06 de agosto de 2003 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.