Tarifa de ônibus sobe para R$ 2,95 no Rio

Aumento, que começa a vigorar a partir de sábado, 1º de junho, foi de 7,27%

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

29 Maio 2013 | 09h12

RIO - A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou na edição desta quarta-feira, 29,  no Diário Oficial decreto autorizando reajuste da tarifa dos ônibus municipais dos atuais R$ 2,75 para R$ 2,95 - aumento de 7,27%. A medida entra em vigor a partir da meia-noite do próximo sábado, 1º de junho.

De acordo com o contrato de concessão, o reajuste anual da tarifa deveria ter sido concedido em 1º de janeiro deste ano. No entanto, a Prefeitura do Rio decidiu adiar o aumento após solicitação do governo federal, que estava preocupado com o impacto do reajuste das passagens de ônibus na inflação no início do ano. A Prefeitura de São Paulo também adiou o aumento da tarifa dos ônibus municipais a pedido do governo federal.

O reajuste da tarifa foi calculado com base em índices da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cuja fórmula está prevista no contrato de concessão. O cálculo foi feito a partir da variação de preço dos itens que compõem a planilha tarifária, como insumos (pneus, combustível, etc.) e mão de obra. Além disso, foi considerada a unificação da tarifa dos ônibus urbanos com e sem ar-condicionado e a desoneração do PIS/Cofins para operadores de transportes de passageiros, anunciada pelo governo federal.

Unificação. O decreto da prefeitura publicado nesta quarta-feira também determina que os ônibus urbanos com ar-condicionado passem a adotar a tarifa modal básica praticada pelos ônibus urbanos sem ar-condicionado. Com isso, a cidade do Rio terá apenas uma tarifa para todos os ônibus urbanos, em vez das seis tarifas distintas em vigor.

A medida, que também passa a valer a partir da meia-noite do próximo sábado, dia 1º de junho, beneficiará cerca de 5 milhões de passageiros por mês que viajam em ônibus urbanos com ar-condicionado. Hoje, enquanto a tarifa básica é de R$ 2,75, as tarifas de ônibus urbanos com ar-condicionado variam de R$ 2,85 a R$ 5,40 de acordo com a distância percorrida por cada linha. Com a instituição da tarifa única na cidade, apenas os ônibus rodoviários com ar-condicionado (frescões) terão tarifa diferenciada.

Mais conteúdo sobre:
Aumento ônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.